quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Lucas 18: 1 - 8

Propôs-lhes Jesus uma parábola para mostrar que é necessário orar sempre sem jamais deixar de fazê-lo. Havia em certa cidade um juiz que não temia a Deus, nem respeitava pessoa alguma.Na mesma cidade vivia também uma viúva que vinha com freqüência à sua presença para dizer-lhe: Faze-me justiça contra o meu adversário.Ele, porém, por muito tempo não o quis. Por fim, refletiu consigo: Eu não temo a Deus nem respeito os homens; todavia, porque esta viúva me importuna, far-lhe-ei justiça, senão ela não cessará de me molestar.Prosseguiu o Senhor: Ouvis o que diz este juiz injusto? Por acaso não fará Deus justiça aos seus escolhidos, que estão clamando por ele dia e noite? Porventura tardará em socorrê-los?Digo-vos que em breve lhes fará justiça.Mas, quando vier o Filho do Homem, acaso achará fé sobre a terra?
Y
Reflitamos nesta palavra:
se até os maus recebem o que precisam
quando persistem então, nós,
ainda mais, devemos persistir na fé.
Por isso, façamos com fé e
perseverança a nossa “lição de casa”:
vigiar e orar!
Paz e Bem!
;Y;

2 comentários:

Samantha: disse...

A Paz do Senhor e o Amor de Maria! Tudo bem? Espero em Deus que sim! Muito bom esse seu post! Boa reflexão! Obrigada por sua visita! Atualizei agorinha!

Alice disse...

Um post sensacional! Seu blog está muito bom, sabia? Obrigada pela visita! Hoje postei uma história muito bonita. Paz, saúde e que Deus nos ajude! Beijos cor de rosa!